Serviços de hotel

Refeições

Podemos contatar alguns restaurantes da cidade, que preparam refeições prontas a entregar na Residencial, onde podem ser tomadas no nosso terraço (almoço e jantar).

Além disso, Verónico e à Emília também pode preparar deliciosos pratos locais, mediante pedido. Verifique com eles para ver as possibilidades e preços.

Bebidas

Bebidas à venda na nossa residencial: água, soda, sumo de fruta, vinhos, cervejas, bem como produtos locais como o grogue e o ponche da ilha de Santo Antão. Para informações sobre disponibilidade e preços, ou eventuais pedidos, queira dirigir-se ao Verónico ou à Emília.

Transferes porto marítimo e aeroporto

Porto marítimo : o preço deste serviço é de 2 euros por trajeto com o nosso viatura (máximo de 4 pessoas).

Aeroporto : o preço deste serviço é de 10 euros por trajeto com o nosso viatura (máximo de 4 pessoas).

De notar que, devido aos frequentes atrasos nos voos da companhia TACV, sugerimos aos nossos clientes que utilizem o táxi neste percurso, dando ao motorista as seguintes indicações precisas :
Residencial Solar Windelo
Ex Casa de Vasco Martins
Alto de Santo Antonio, seguir Alto Miramar

O preço dos táxis é sempre o mesmo :
- Aeroporto : 900 escudos (cerca de 8,20 euros) de dia e 1000 escudos (cerca de 9,10 euros) à noite ;
- Porto : 160 escudos (cerca de 1,50 euros) de dia e 180 escudos de noite (cerca de 1,65 euros) à noite.

Lavandaria

Temos à disposição dos nossos hóspedes um serviço de lavandaria. O preço de uma máquina de 5 Kg é de 6 e€uros.

Internet

Temos à disposição dos nossos clientes um computador ligado à Internet de banda larga, acessível 24/24h gratuitamente.

Wi Fi grátis está disponível em toda a residência (às vezes um pouco difícil de capturar no pequeno estúdio "Tcha Bai").

Nota aos nossos clientes

Cigarros

Não é permitido fumar no interior da residência, apenas no terraço, varandas e jardins.

Água

A água é escassa em Cabo Verde e, como tal, preciosa. Por favor seja econômico e não a desperdice.
Por exemplo, feche a torneira enquanto se ensaboa, faz a barba ou escova os dentes.

 

A casa

Nossa casa foi desenhada e, até muito recentemente, habitada pelo célebre músico cabo-verdiano Vasco Martins, autor, compositor e intérprete talentoso e prolífico, como o atestam a diversidade e a extensão da sua obra. Vasco é um artista na verdadeira aceção da palavra, que “explora” continuamente novos caminhos, e que cria as suas composições indiferente aos juízos e avaliações de carácter comercial. Nesta casa compôs várias obras, das quais destacamos :
- As sinfonias 3 "Arquipélago Magnético", 6 "Monte Verde" e 7 "Alba" ;
- A suite para orquestra sinfónica "Golfinhos no horizonte" ;
- O "Concerto para guitarra clássica e orquestra de cordas" ;
- O solo para guitarra clássica "Molto continuum" ;
- Os CDs "Lunario Perpetuo", "Benlibem", "Sarva Mangalam", "Canto das Estrelas" e "Tuviterramar".

O nome “Windelo” vem do espírito fértil do inefável François Guy, da Boavista, “o Almirante das Areias”. Antigo campeão de windsurf, dirige há vários anos uma escola de vela na ilha da Boavista. François faleceu 9 de outubro de 2012. Conheça a sua história no site: http://www.boavistawindclub.com.

A casa situa-se no bairro “Alto de Santo António”, considerado um dos melhores locais da cidade. A vista sobre a baía é realmente magnífica. O centro fica a 10 minutos a pé, a praia da Laginha a 15.

 

A cidade

A cidade do Mindelo é considerada a capital cultural de Cabo Verde. Com 60.000 habitantes, é a segunda maior cidade do arquipélago, a seguir à capital “administrativa”, a cidade da Praia, com 130.000 habitantes.

Mindelo, a cidade mais cosmopolita e mais “brasileira” do arquipélago, é conhecida pelo seu meio artístico, rico em cantores, músicos, poetas e pintores, sendo sem dúvida a sua artista mais famosa a cantora Cesária Évora. Mindelo é também um lugar de festa, com os seus agradáveis bares temáticos que oferecem, com regularidade, mini-concertos… sem esquecer as festas do Carnaval (toda a população sai à rua), o S. João, e ainda o célebre festival da Baía das Gatas, em Agosto.

Mindelo é também uma cidade portuária de arquitetura colonial, como o atestam as numerosas casas de fachadas coloridas e o magnífico Palácio do Governador. A baía do Mindelo é considerada uma das mais belas do mundo.

 

O país

Cape Verde FlagIndependente desde 1975, Cabo Verde conserva uma forte marca das tradições portuguesas. Na confluência da Europa, África e América do Sul, são visíveis as influências dos três continentes, numa mestiçagem racial e cultural de grande riqueza.

Cabo Verde é um arquipélago da Macaronésia constituído por dez ilhas, nove das quais habitadas, e por treze ilhéus, com uma superfície global de 4 034 Km2. Este conjunto é tradicionalmente dividido em dois grupos:
- As ilhas de Barlavento: Santo Antão (779 km2), São Vicente (227 km2), São Nicolau (343 km2), Santa Luzia (45 km2), Sal (216 km2) e Boavista (620 km2), situadas ao norte do arquipélago ;
- As ilhas do Sotavento: Brava (67 km2), Fogo (476 km2), Santiago (991 km2) e Maio (269 km2), as mais meridionais.

Depois de ter pertencido durante muito tempo à categoria dos “países menos desenvolvidos”, Cabo Verde ascendeu, no início de 2008, ao nível dos países de “rendimento médio”. Alguns números (ver https://www.populationdata.net/pays/cap-vert/):

População (2015) : 522 105 habitantes
Superfície : 4 033 km2
Densidade de população: 129.46 habitantes / km2
Taxa de alfabetização (2015): 98.34 %

 

Transportes

O avião é a única opção realista para viajar para Cabo Verde. Há algumas ligações marítimas, muito raras, que podem custar o mesmo que uma viagem de avião.

Voos internacionais

Existem atualmente quatro aeroportos internacionais no arquipélago: um em Espargos, na ilha do SAL, um na Praia, na ilha de SANTIAGO, um em Rabil, na Ilha de BOA VISTA e ainda o aeroporto de São Pedro, na ilha de SÃO VICENTE.

Você vai encontrar na página "links" deste site uma lista (não exaustiva) das companhias aéreas que oferecem voos para o arquipélago.

Voos inter-ilhas

A companhia nacional TACV tem ligações entre as ilhas do Fogo, Santiago, Maio, Boavista, Sal, São Nicolau e São Vicente. O mais seguro é fazer a reserva com antecedência no seu país de origem. Na TACV, os bilhetes inter-ilhas têm preços ligeiramente mais favoráveis (“passe”) para os passageiros de voos internacionais. Consulte a lista dos escritórios da TACV em http://www.caboverde.com/pages/615813.htm ou site de reservas: http://flytacv.com.

Santo Antão e Brava só são acessíveis por ferry. A ilha deserta de Santa Luzia é a de mais difícil acesso, pois não existem ligações regulares. Para a visitar, terá de arranjar um barco no pequeno porto de pescadores do Calhau.

Há diariamente 1 ou 2 ligações entre Mindelo (SÃO VICENTE) e Espargos (SAL) , bem como entre Mindelo e a cidade da Praia (SANTIAGO).

É possível comprar os bilhetes em Cabo Verde, mas corre o risco de esperar vários voos (ou seja, vários dias) até conseguir embarcar, sobretudo na estação alta (Natal/Ano Novo, Julho/Agosto e Fevereiro, com o Carnaval). O preço dos bilhetes comprados com antecedência é muito idêntico ao dos adquiridos localmente, sendo a segunda opção ligeiramente mais barata. O preço de um bilhete de ida simples varia entre 40 e 130 euros.

Apesar da uma significativa melhoria nos serviços da TACV, os voos não primam pela pontualidade. Os voos podem até, por vezes, ser cancelados. Tente sempre confirmar o seu voo 72 horas antes da partida, por telefone (nº indicado no seu bilhete) ou diretamente num balcão da companhia ou de uma agência de viagens.

Uma boa prática é telefonar na véspera do embarque para confirmar a hora de partida e deixar um contato telefónico. Caso surja algum problema, será contatado.

Sugerimos que mantenha a calma em todas as circunstâncias, tenha em mente que se trata de um país em vias de desenvolvimento e que não terá, provavelmente, a mesma qualidade de serviço do seu país de origem.

Barcos inter-ilhas

A companhia marítima ARMAS, com o ferry ”Mar de Canal”, assegura a ligação entre São Vicente (Mindelo) e Santo Antão (Porto Novo).
Um, às vezes dois, outras empresas também fazer essa conexão.
A travessia dura 30 a 60 minutos. Os bilhetes podem ser adquiridos diretamente no porto do Mindelo até 30 minutos antes da partida. O preço é de 800 escudos por trajeto simples.

Há carreiras marítimas regulares de Santiago (Praia) para Maio (Vila do Maio), de Santiago (Praia) para o Fogo (Porto de Vale dos Cavaleiros) e de Santiago (Praia) para a Brava (Porto de Furna).

Para maiores informações, consulte o site http://www.mindelo.info/_transports_bateaux.php.

Transportes terrestres

Os alugueres são minibus coletivos, por vezes pick-ups, que ligam as localidades entre si por um preço módico. Para chegar a algumas praias ou povoações mais isoladas, terá, porém, que alugar um carro com motorista – tarifa “táxi” – bastante menos econômica.

As cidades da Praia e do Mindelo têm uma rede de autocarros, muito econômica, mas o seu funcionamento não é fácil de entender...

O aluguer de viaturas (com frequência 4X4) é cada vez mais fácil, conte com 35 a 80 euros por dia.

 

Visto

O visto para entrar em Cabo Verde é obrigatório. Pode obtê-lo no consulado mais próximo, com um passaporte válido e uma foto tipo passe. Há vários tipos de visto; a título indicativo:
- Visto de entrada única, válido por 6 meses: 45 euros ;
- Visto de entradas múltiplas, válido por 6 meses: 86 euros.
Conte com uma espera de 48 horas, uma semana se for por correspondência.

É possível obter um visto à chegada, nos aeroportos de SAL (Espargos), SANTIAGO (Praia), BOA VISTA (Rabil) e SÃO VICENTE (São Pedro), por 25 euros por pessoa (não há vistos familiares), mediante a apresentação do passaporte (não é necessária fotografia). No entanto, damos esta informação a título meramente indicativo, dado que não o aconselhamos a partir sem visto para Cabo Verde: corre o risco de lhe ser recusado o embarque pela companhia de aviação.

 

Saúde

Não há vacinas obrigatórias. Não há paludismo, apenas um risco mínimo na ilha de Santiago (nenhum risco na ilha da São Vicente).

O nível sanitário é muito bom, de longe melhor do que na maioria dos países africanos. O Hospital do Mindelo, em particular, é considerado o melhor estabelecimento de Cabo Verde, embora o seu equipamento esteja abaixo dos padrões europeus. É fácil encontrar medicamentos nas farmácias das cidades mas, sendo importados, são mais caros do que na Europa. É aconselhável levar consigo um pequeno estojo de primeiros socorros e de medicamentos básicos.

Não beba água da torneira, que em grande parte é produzida em fábricas de dessalinização. A água é boa mas o estado das canalizações da rede de distribuição pode alterar a sua qualidade. Compre garrafas de água mineral e evite as pedras de gelo cuja proveniência desconheça.

 

Dinheiro

A moeda oficial é o Escudo de Cabo Verde (CVE), que só pode ser trocada no país. A título informativo, 1 EUR = 110,265 CVE.

No aeroporto internacional do SAL há uma agência de câmbio aberta 24 horas por dia. Há agências de câmbio nas cidades mas com horários mais restritos. Todas cobram uma comissão e tem obrigatoriamente que apresentar o seu passaporte.

Pode trocar dinheiro nos bancos mediante apresentação do seu passaporte. A maior parte dos bancos aceita travellers cheques American Express. É possível efetuar levantamentos internacionais com cartões VISA ou Eurocard-Mastercard (tanto quanto sabemos (tanto quanto sabemos, o cartão American Express não é aceite!) e passaporte. As comissões variam de banco para banco. Para trocar entre 5 e 650 euros (câmbio oficial, 1 euro -> 110,265 escudos), a Caixa Económica de Cabo Verde aplica uma taxa de cerca de 3 euros.

Há bancos nas principais cidades. Tenha atenção aos horários: de 2ª a 6ªfeira das 8h00 ou 9h00 às 15h00 (fechados aos sábados, domingos, e feriados).

Desde 2005, existem caixas automáticas “Vinti4” no Sal, Santa Maria, Praia, Mindelo e Ponta do Sol, onde pode levantar escudos com cartões VISA Internacionais. Estes ATM’s funcionam bem mas desconhecemos o câmbio e as taxas associadas a estes levantamentos.

Exceto nos grandes hotéis e em algumas lojas da TACV, para a compra de bilhetes inter-ilhas, não vai conseguir usar o seu cartão de crédito como forma de pagamento. O melhor é levar dinheiro ou travellers cheques (prefira as notas grandes, pois alguns bancos aplicam as taxas em função do número de cheques). Assim, evitará a desagradável surpresa de atingir o limite do montante de levantamentos semanais associado ao seu cartão. Antes de partir, informe-se junto do seu banco para saber o seu limite.

Atenção, não saia de Cabo Verde com escudos, pois não pode trocá-los no seu país (a menos que conheça emigrantes).

 

Segurança

Cabo Verde é um país bastante seguro e estável, sem perigos especiais. A violência e a criminalidade são quase inexistentes e os ataques a turistas eram extremamente raros até meados de 2006. De então para cá, foram assinalados alguns casos de agressões, por vezes violentas, na Praia na ilha de Santiago, no Sal e, em menor grau, em São Vicente.

Estes problemas não devem ser ignorados pelos visitantes, embora os riscos de agressão sejam, estatisticamente, muito baixos.

As cidades da Praia e do Mindelo estão têm pequena delinquência, particularmente carteiristas. Os roubos são frequentes, geralmente por falta de prudência dos turistas. Porta-moedas, telemóveis, máquinas fotográficas e sacos de mão são muito cobiçados. Sem cair numa “paranoia” que lhe pode estragar inutilmente as férias, aconselha-se atenção e bom senso, como em todos os locais turísticos.

Por princípio, não ande com os seus documentos. Com exceção dos bancos e da TACV, ninguém pede os passaportes nem os bilhetes de avião. Deixe-os, juntamente com o cartão de crédito e o dinheiro, num cofre do Hotel ou em malas fechadas com cadeado. Tome nota dos números do seu cartão de crédito e do seu passaporte e guarde-os em local seguro, o que lhe será muito útil em caso de perda ou de roubo. A noite, opte por se deslocar de táxi (180 escudos, ou seja, 1,60 euros), mesmo em pequenas distâncias.

Saiba que os ladrões cabo-verdianos são trepadores hábeis; portanto, quando sair do quarto do hotel feche as portas mas também as janelas e, à noite enquanto dorme, não deixe objetos de valor na proximidade de janelas abertas.

Tenha também atenção aos banhos de mar, que podem ser perigosos em algumas praias devido à existência de fortes correntes. Antes de tomar banho, informe-se junto dos habitantes locais. Em São Vicente, a Praia Grande e as praias de Calhau, São Pedro e Laginha são vigiadas durante o dia.

Enfim, tranquilize-se, a grande maioria dos turistas nunca encontrou problemas deste tipo. Seja prudente se estiver no Sal, Praia ou Mindelo, nos outros locais os riscos são quase nulos. Os habitantes são naturalmente acolhedores, simpáticos e hospitaleiros e pode circular com toda a segurança.

 

Clima

O clima é do tipo tropical seco. Há duas estações principais: a estação seca, de Novembro a Junho, e a estação das chuvas, de Julho a Outubro.

As chuvas são provocadas pela movimentação das massas de ar úmido do Atlântico e concentram-se habitualmente nas zonas com relevo (Santo Antão, Fogo e Santiago). São irregulares de um ano para o outro. Durante os poucos dias de chuva em São Vicente, é raro chover mais do que uma hora.

A temperatura do ar varia entre os 20 e os 30 º C, a da água do mar entre os 23 e 26ºC. As variações noturnas são muito ligeiras, excepto em altitude. Duma forma geral, o clima de Cabo Verde é particularmente agradável para os viajantes, embora a seca e a falta de chuva não facilitem a vida aos cabo-verdianos.

Em relação ao vestuário, previna-se com uma sweat-shirt ou um pull-over. Nos passeios em altitude, como por exemplo, nas montanhas de Santo Antão, no Monte Verde em São Vicente (774m) ou no vulcão do Fogo, vai precisar de um bom pull-over, pois pode fazer frio, sobretudo de Janeiro a Março.

 

Diversos

Linguás

A língua oficial é o português mas quase só é usado em serviços oficiais e na rádio/televisão. Os cabo-verdianos falam o crioulo (dialeto baseado no português) ou, melhor dizendo, “os crioulos”, pois cada ilha tem a sua versão, a partir de uma base comum. A própria natureza do arquipélago e as diferentes influências explicam esta diversidade.

Além do português, é possível comunicar em francês (Cabo Verde pertence à comunidade de países de língua francesa) e também, por vezes, em inglês e espanhol.

Eletricidade

220 volts, tomadas idênticas às de Portugal e França (tomada de terra diferente).

Telefone

O código internacional de Cabo Verde é o 238.
Do estrangeiro, marque 00238, seguido de sete algarismos, o primeiro dos quais é o 2 para a rede fixa e o 9 para a rede móvel.
De Cabo Verde para a Europa, marque 00 seguido do código do país e do número.

Todas as ilhas têm cabines telefônicas com cartão. Os cartões podem ser adquiridos nos Correios e em algumas mercearias e estações de serviço.

Pode usar o seu telemóvel em Cabo Verde. Numa loja da CV Telecom, compre um cartão SIM por 4045 escudos (cerca de 36 euros), que incluem 3000 escudos (cerca de 27 euros) de comunicações. Este cartão permite fazer chamadas do seu telemóvel durante um mês e receber durante 3 meses. No fim do mês, o crédito residual não transita para o mês seguinte. Se não o “recarregar”, o telefone bloqueia automaticamente, quer para fazer quer para receber chamadas, ao fim e um e de três meses, respetivamente. O cartão fica inválido ao fim de 3 meses. Uma recarga custa entre 15 e 30 euros, conforme o crédito pretendido.

Se o seu telefone estiver bloqueado para uso exclusivo do seu operador (TMN, Vodafone, Optimus, etc.), peça para o desbloquear antes da viagem. É possível desbloqueá-lo em Cabo Verde, mas tem um custo de 15 a 30 euros.

Correios - Internet

As estações de correio, que existem em todas as cidades, estão abertas de 2ª a 6ªfeira, das 08h00 às 12h00 e das 14h30 às 17h30. É possível fazer telefonemas internacionais, enviar faxes e correio expresso. Para a Europa, os selos custam 60 escudos; conte com cerca de 1 semana a dez dias para o correio chegar ao destino.

Há “Cybercafes” em todas as cidades, as ligações são geralmente boas e as tarifas baixas. É também possível fazer telefonemas internacionais mais baratos do que nos correios.

Diferença horária

GMT/UTC –1.

Menos uma hora do que em Portugal no inverno, menos duas horas no verão.

Menos duas horas do que em França no inverno, menos 3 horas no verão.

Mais quatro horas do que nos EUA (zona leste) no inverno, mais três horas no verão.

 

Visita a ilha de Santo Antão

A ilha de Santo Antão é de fácil acesso por Ferry, com partida do Porto Grande, situado a 10-15 minutos a pé da nossa residencial.

Do outro lado do canal, a equipa do minibus “Transporte Conforto Chã de Pedras” oferece os seus serviços para toda a ilha, 24 horas por dia, 7 dias por semana.

Transporte dos passageiros nas melhores condições de conforto, higiene e segurança, e em velocidade moderada. Fala-se português, espanhol, inglês e francês.

A equipa assegura todas as ligações regulares da ilha em tarifa “coletiva”, nomeadamente os trajetos entre as localidades de Porto Novo (porto Ferry), Ponta do Sol, Ribeira Grande e Paúl, permitindo um fácil acesso ao seu hotel, onde quer ele se situe.

A equipa oferece também passeios na Ilha (meio dia ou dia inteiro) e presta assistência na organização de passeios.

Transporte Conforte Chã Pedras

Para obter todas as informações :
- Tel : +238 988 31 55 ou +238 999 01 94 ou +238 997 80 87
- Email : transconfpedras@hotmail.com
- Na residencial, contacte Verónico, o nosso gerente.

 

Estadia na ilha de Santo Antão

A Casa Laranja é um moderno apartamento na "Ponta do Sol", na ilha de Santo Antão.

É o lugar perfeito para fugir ao stress da vida urbana, rodeado por uma paisagem natural e tranquila.

Este (moderno) apartamento oferece um ambiente muito original, com impressionantes vistas de montanha, mar e sol.

Para mais informações, visite o site : http://www.santoantaovacation.com

A “Casa Cavoquinho” situa-se na parte mais alta do “Vale do Paúl”, na ilha de Santo Antão. É um lugar de repouso e bem-estar, num magnífico quadro natural, ideal para caminhadas.

Paúl situa-se numa área de vegetação tropical luxuriante, com amendoeiras, bananeiras, fruta-pão e ainda dragoeiros, que encantam os viajantes.

José e Belém oferecem aos seus clientes um serviço de restauração com deliciosos pratos cabo-verdianos e europeus.

Utilize o código promocional "Windelo” e usufrua de um desconto de 5% no montante da sua reserva neste estabelecimento.

Casa Cavoquinho

Para mais informações, visite o site : http://cavoquinho.com